Futebol inglês pode quebrar recorde nas oitavas da Liga dos Campeões

Dona da liga nacional mais valiosa da Europa –com valor de mercado de 5,79 bilhões de euros (R$ 22,3 bilhões), segundo o site especializado em transferências Transfermarkt–, a Inglaterra pode conseguir um feito inédito na Liga dos Campeões. O país pode ser o primeiro na história da competição continental a contar com cinco times nas oitavas de final.

Até hoje, o recorde é de quatro times de uma mesma nação entre os 16 finalistas. A última vez que isso aconteceu com a própria Inglaterra foi em 2013/2014.

Na atual edição, Chelsea, Manchester City e Tottenham já garantiram suas vagas.

O City, aliás, está com 100% de aproveitamento. É o único time, ao lado do PSG, que tem esse desempenho.

Manchester United e Liverpool jogam na última rodada da fase de grupos dependendo de suas próprias forças para avançar. Os dois terão adversários russos pela frente.

Nesta terça-feira (5), às 17h45 (de Brasília), o United recebe o CSKA Moscou precisando somente de um empate para garantir a classificação e a liderança do Grupo A.

O time só ficará sem a vaga nas oitavas se perder por sete ou mais gols de diferença para a equipe russa e o Basel (SUI) vencer o Benfica (POR), lanterna da chave.

Na quarta (6), também às 17h45, o Liverpool joga por um empate em casa contra o Spartak Moscou para avançar e, provavelmente, bater o recorde de ingleses nas oitavas. Para ser líder, precisa da vitória para não depender de um tropeço do Sevilla contra o lanterna Maribor (ESL).

Uma derrota no Anfield somada a uma vitória dos espanhóis eliminará os ingleses.

Caso todos seus representantes passem de fase, independentemente da posição na chave, a Inglaterra poderá conseguir outro feito ainda mais impressionante: ter cinco dos oito representantes nas quartas de final. Isso porque, de acordo com o regulamento da Liga dos Campeões, times de um mesmo país não podem se enfrentar na primeira fase do mata-mata, que nesta temporada terá início em 13 de fevereiro.

O sorteio dos duelos ocorre na próxima segunda-feira (11), em Nyon, na Suíça.

Ter cinco times participando da fase de grupos já é um recorde para os ingleses. Pelo coeficiente da Uefa –fórmula utilizada para medir a força de cada campeonato e o número de clubes nas competições europeias– a Inglaterra tem atualmente direito a quatro vagas por meio de seu campeonato nacional.

O Manchester United, no entanto, garantiu sua vaga no torneio ao conquistar a última edição da Liga Europa.

Na temporada 2005/2006, a Inglaterra teve a chance de colocar cinco times na fase de grupos, mas o Everton foi eliminado na última etapa classificatória pelo Villarreal.

Até este ano, apenas a Espanha havia colocado cinco equipes na primeira fase, na temporada 2015/2016. Barcelona, Atlético de Madri e Real Madrid passaram para as oitavas, com os dois últimos chegando até a final –o título acabou ficando com os comandados de Zidane. Sevilla e Valencia, porém, foram eliminados na fase inicial.

O crescimento inglês não acontece por acaso. De todas ligas do mundo, a inglesa é a que mais arrecada com direitos de TV. O contrato atual de transmissão local, com validade de 2015 e 2018, foi fechado por 5,14 bilhões de libras (cerca de R$ 22,5 bilhões).

Dinheiro que acaba nas mãos dos clubes, que conseguem investir pesadamente na contratação de jogadores de todo o mundo.

Com esse crescimento, os ingleses se candidatam a acabar com o domínio espanhol na Liga dos Campeões. Times do país ibérico ganharam as últimas quatro edições do torneio, sendo três títulos com o Real Madrid, e acumulam sete taças neste século.

Na atual edição, Barcelona e Real Madrid já passaram para as oitavas de final. Atlético de Madri e Sevilla entram na última rodada ainda com chances de classificação.

Já a Inglaterra, que viu uma final 100% nacional em 2008, quando o Manchester United derrotou o Chelsea no estádio Lujniki, em Moscou, não consagra um campeão desde 2012. Na ocasião, o Chelsea superou o Bayern.

NA TV
Manchester United x CSKA Moscou
17h45 Esporte Interativo 2

Editoria de Arte/Folhapress
Os ingleses na Liga dos Campeões 2017/2018 País pode ter cinco entre os 16 times das oitavas de final

Source link

Comentários

comentários