Câmara de Itajaí vai apurar suposto direcionamento na licitação da merenda escolar

Foi aprovada em regime de urgência pela Câmara de Vereadores de Itajaí a criação de uma Comissão Parlamentar Especial (CPE) para acompanhar a licitação da merenda escolar do município. Essa comissão terá o prazo de dois meses com potencial de prorrogação para instalar, planejar, analisar e apresentar o relatório final.

A criação da CPE foi motivada pela suspeita de direcionamento do processo licitatório, vencido na última semana pela Multi Service, que apresentou uma proposta de R$ 21,6 milhões para gerir a alimentação escolar.

O resultado também é constatado pela PRM Serviços, empresa que atualmente oferece a merenda no município e que embora tenha apresentado o menor valor, não venceu o processo licitatório.

Leia mais de Augusto Ittner no NSC Total

A CPE foi requerida pelo vereador Fernando Pegorini (PP), que também será o presidente. A relatoria será Neusa Girardi (PP), e os demais membros serão Raimundo Saldanha (PSDB), Rubens Pacheco (PPS) e Dulce Amaral (PR).

Em nota, a Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão de Itajaí diz que “as informações de que houve direcionamento da licitação da merenda são improcedentes”. O Executivo ainda diz que “a PRM foi inicialmente declarada vencedora, mas foi desclassificada porque não apresentou as amostras conforme solicitado no edital” e que “o contrato não foi assinado e todos os prazos legais estão sendo cumpridos”.

Fonte: NSC Total

Comentários

comentários