Vereadores rejeitam projeto que proibia empregar parentes de políticos na prefeitura de Itajaí

Os vereadores de Itajaí rejeitaram, por 10 votos a 8, um projeto de lei para combater o nepotismo na administração municipal. A proposta, apresentada pelo vereador Robison Coelho (PSDB), proibiria que cargos de comissão fossem ocupados por cônjuges, companheiros ou parentes de até terceiro grau do prefeito, vice e secretários, ou servidores em cargo de direção. Vetaria, ainda, que parentes de agentes públicos fossem contratados por empresas prestadoras de serviços à administração municipal.

A proposta demorou quase dois anos para ir à votação. Em janeiro do ano passado, o vereador Robison denunciou ao Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) 25 casos suspeitos de nepotismo na prefeitura. Parte dos servidores foi exonerada.

Veja como votaram os parlamentares

Contra: Célia Filha do Elói (PSD), Dulce Amaral (PR), Eduardo Kimassa (PRP), Fernando da Silva (PDT), Murilo Pereira (PP) Professor Acácio (PSDB), Renata Narcizo (SD), Rubens Pacheco (PPS), Thiago Morastoni (MDB) e Vanderley Dalmolin (MDB).

A favor: Beto Cunha (PSDB), Calinho Mecânico (PP), Edson Lapa (PR), Fernando Pegorini (PP), Otto L, Quintino Jr. (PRB), Robison Coelho (PSDB), Rubens Angioletti (PSB) e Tonho da Grade (PP).

Fonte: NSC Total

Comentários

comentários